MOVIMENTO EU SOU ECO

ECOANDO A SUSTENTABILIDADE

ECOPÉDIA

Enciclopédia da Sustentabilidade

A Dinamarca é o País mais Sustentável do Mundo. Por quê?

Bandeira da Dinamarca
Dinamarca o país mais sustentável do mundo: fez a tarefa de casa, começou o processo de transição para uma economia sustentável – merecido premio da ONU

Tempo estimado de leitura: 13 minutos


Dinamarca (denmark): Um país desenvolvido e sustentável ao mesmo tempo sustentável!

A Dinamarca é um país nórdico na Europa. É composto por uma península, a Jutlândia, e 443 ilhas nomeadas, das quais 76 são habitadas. As ilhas mais importantes são a Zelândia, onde está localizada Copenhague, a capital do país, e a Fiónia. A ilha de Bornholm está localizada um pouco para leste do resto do país, no Mar Báltico. A Dinamarca está ligada à Suécia pela Ponte Oresund.

CaracterísticaInformação
LocalizaçãoNorte da Europa, entre o Mar do Norte e o Mar Báltico
Área43.094 km²
População5.843.432 (2023)
MoedaCoroa dinamarquesa (DKK)
ReligiãoCristianismo luterano (maioritária), outras
Regime de GovernoMonarquia constitucional parlamentarista
Língua OficialDinamarquês
DDD+45

Foi considerado o país mais sustentável do mundo e beste artico vamos saber por quê:

Último Ranking dos Países mais Sustentáveis do Mundo. (Abre numa nova aba do navegador)

Mas antes vamos saber mais sobre essa bela nação. Vem comigo!


Dinamarca: Informações Básicas

Localização da Dinamarca

A Dinamarca está localizada no norte da Europa, ocupando a Península da Jutlândia e composta por diversas ilhas. O país é banhado pelo Mar do Norte a oeste e pelo Mar Báltico a leste.

Características:

Península da Jutlândia: Maior parte do território dinamarquês.

Ilhas: Mais de 440 ilhas, das quais 75 são habitadas. As principais ilhas são Zelândia (Sjælland), Fiónia (Fyn) e Lolland-Falster.

Países vizinhos: Faz fronteira com a Alemanha ao sul.

Estreitos: Separada da Suécia pelo Estreito de Kattegat e da Noruega pelo Estreito de Skagerrak.

Coordenadas geográficas:

  • Latitude: Entre 54° e 58° N.
  • Longitude: Entre 8° e 15° E.

Mapa de localização

Capital da Dinamarca

Copenhague: A capital da Dinamarca, Copenhague (ou copenhaga), é uma cidade vibrante e cosmopolita. As principais atrações de Copenhague incluem o Palácio Amalienborg, os Jardins Tivoli, a Pequena Sereia e o Nyhavn.

Conhça Copenhague ou Copenhaga: uma Cidade Modelo em Sustentabilidade

Sistema político

A Dinamarca é uma monarquia constitucional com um sistema parlamentar de governo. O chefe de governo é o primeiro-ministro e o chefe de Estado é o monarca. Oficialmente, este último conserva algum poder executivo, embora tenha funções estritamente representativas e cerimoniais.

Bandeira da Dinamarca
Bandeira da Dinamarca

A Dinamarca é membro da União Europeia, mas não adotou o euro como moeda. A moeda da Dinamarca é a coroa dinamarquesa.

A Dinamarca é um país membro da OTAN e das Nações Unidas.


O que conhecer ao visitar a Dinamarca

A Dinamarca é um país com uma rica história e cultura. O povo dinamarquês é conhecido por ser amigável e acolhedor. Por isso, a Dinamarca é um ótimo lugar para se visitar e oferece algo para todos. Por exemplo:

Cidades importantes:

  • Aarhus (segunda maior cidade)
  • Odense (terceira maior cidade)
  • Aalborg
  • Esbjerg
  • Roskilde

A Dinamarca é um país muito bonito com paisagens variadas. As principais atrações turísticas da Dinamarca são:

Parque temático Legoland

Legoland é um parque temático popular localizado em Billund. O parque é dedicado aos blocos de construção Lego e apresenta uma variedade de atrações, incluindo montanhas-russas, shows, bem como exposições.

Parque temático legoland
Parque temático legoland na Dinamarca

Castelo de Kronborg

O Castelo de Kronborg é um castelo renascentista localizado em Helsingor. O castelo é famoso por ser o cenário da peça de Shakespeare Hamlet.

Castelo de Kronborg, Dinamarca
Castelo de Kronborg, Dinamarca

Roskilde – cidade histórica

Roskilde é uma cidade histórica localizada na Zelândia. A cidade é famosa por sua catedral, que é o local de sepultamento de muitos reis, bem como rainhas dinamarqueses.

Roskilde, Dinamarca
Roskilde, Dinamarca – cidade histórica

Penhascos Møns Klint

Møns Klint são penhascos de giz branco localizados na ilha de Mon. Os penhascos têm 128 metros de altura e, por isso, oferecem vistas deslumbrantes do Mar Báltico.

Penhascos Mons Klint, Dinamarca
Penhascos Mons Klint, Dinamarca


Dinamarca – Um país pequeno que é referência mundial em sustentabilidade

Como é possível que um pequeno país, já ser uma grande referência mundial?

O país é membro da União Europeia e possui uma economia industrialmente desenvolvida. Mesmo assim, mostrou que um país pode ser desenvolvido e sustentável ao mesmo tempo.

Sim é possível! É sobre isso que vamos descobrir neste artigo. Vamos lá!


A capacidade de produção da Dinamarca: o país mais sustentável do mundo

A Dinamarca é um país altamente desenvolvido com uma economia de alta renda. Em suma, a economia dinamarquesa é baseada em serviços, manufatura e agricultura.

Apesar da pequena extensão territorial, o país possui uma agricultura altamente desenvolvida e sustentável.

agricultura na Dinamarca, um país sustentável
A agricultura na Dinamarca é sustentável

Ou seja:

Mesmo que apenas 4% da população se dedique a agricultura e à pesca é capaz de produzir uma quantidade considerável de alimentos, que chega a sobrar. Ou seja: Até exporta! Acredita?

Setores e Produtos

Setores:

SetorParticipação no PIB (%)
Serviços74,3
Indústria23,2
Agricultura2,5


Economia da Dinamarca: Exportações, Importações e Parceiros Comerciais

Produtos:

Exportações:

  • Máquinas e equipamentos
  • Produtos químicos
  • Carne suína
  • Produtos farmacêuticos
  • Móveis

Importações:

  • Máquinas e equipamentos
  • Produtos químicos
  • Veículos
  • Combustíveis minerais
  • Produtos alimentícios

Parceiros comerciais:

  • Alemanha
  • Suécia
  • Reino Unido
  • Estados Unidos
  • Noruega

Características:

Economia Moderna: Baseada em alta tecnologia, indústria atualizada, forte sistema de seguridade social, alto padrão de vida, moeda estável e por isso tem grande dependência do comércio exterior.

PIB: US$ 398,3 bilhões (2021).

PIB per capita: US$ 68.007,76 (2021).

Moeda: Coroa dinamarquesa (DKK).

Taxa de Desemprego: 3,7% (2023).

Setores Importantes: Administração pública, saúde, educação, comércio, indústria e serviços.

Pontos Fortes da economia da Dinamarca

Alto Nível de Educação: Força de trabalho qualificada e produtiva.

Inovação: Investimento em pesquisa e desenvolvimento.

Competitividade: Ambiente de negócios favorável.

Mercado Interno Estável: Baixos níveis de corrupção e criminalidade.

Pontos Fracos:

Pequeno Tamanho da Economia: Vulnerabilidade a flutuações do mercado internacional.

Dependência do Comércio Exterior: Exposição a crises internacionais.

Envelhecimento da População: Pressão sobre o sistema de seguridade social.

Sim, é um país industrializado. Contudo, vem provando que mesmo assim é possível ser sustentável. Por isso e muito mais, o povo dinamarquês passou a ser um exemplo de consciência ambiental para o mundo.


Você já ouviu alguém falar sobre o “Exemplo Dinamarquês”?

Ainda não? Então veja que legal! O “Exemplo Dinamarquês” é: o modelo adotado pelo país na busca para alcançar uma plataforma de desenvolvimento sustentável

Em primeiro lugar, a ideia do Exemplo Dinamarquês se consagrou pelas políticas energéticas ativas e persistentes. Em segundo lugar, a própria população dinamarquesa colocou uma meta que é: atingir a neutralidade de CO2 até o ano de 2025.

Todos os agentes do país estão envolvidos neste propósito. Sejam eles os políticos, as empresas ou as instituições, contando assim com a participação de toda a sociedade. Isso fez toda a diferença!

Logo, o modelo de desenvolvimento dinamarquês provou ao mundo que é sim possível alcançar um alto nível de crescimento industrial e econômico sem gerar degradação ambiental.

Em terceiro lugar: a conscientização foi o ponto forte do plano elaborado por todos os cidadãos. Assim, um novo olhar foi lançado sobre a atitude que vinham tendo em relação à vida e ao país.

Como a população pode se engajar na promoção do consumo e produção responsáveis? (Abre numa nova aba do navegador)

Lá também haviam muitos problemas com o meio ambiente!

Copenhague é a cidade vitrine para a sustentabilidade no país
Podemos sair das crenças que nos impedem de ver outras possibilidades!

Mas tudo mudou por lá na última década e outra luz se acendeu!


A Dinamarca, o país mais sustentável do mundo e a energia renovável

Nos últimos 10 anos a Dinamarca fez grandes investimentos em parques eólicos. Hoje, por exemplo, 47% da energia elétrica da Dinamarca é gerada por meio dos parques eólicos e esse é um dos principais eixos de investimento do país.

Dinamarca o país mais sustentável do mundo
Parques eólicos na Alemanha

A ideia é abandonar por completo os meios de produção elétrica que são dependentes de combustíveis fósseis, bem como as usinas termelétricas. Ou seja, a Dinamarca, o país mais sustentável do mundo, pretende ser independente da energia fóssil até o ano de 2050. Pelo visto o país já está muito perto de conseguir. 

Então, o governo dinamarquês compreendeu o desafio e traçou planos e metas muito bem definidos para alcançar esses objetivos. É onde, outra vez a promoção de campanhas de conscientização e reeducação, trazem os bons resultados.

Assim, a construção da eficiência energética dinamarquesa é o resultado de uma nova forma de pensar. Houve também a participação ativa da iniciativa privada no processo e, principalmente. bons exemplos por parte do governo.

Por isso, O mundo ainda tem muito a aprender com esse pequeno país que a cada dia vem nos trazendo grandes lições!


As lições da Dinamarca, o país mais sustentável do mundo e a transferência de poder

Então, a Dinamarca fez muito bem sua tarefa de casa e assim mereceu o título de campeã. Por quê? Porque começou o processo de transição para uma economia sustentável investindo em conscientizar as pessoas.

A diferença pode estar em que o PODER de realização saiu das mãos do governo e passou a ser de todos. Grande lição para o mundo!

Uma coisa é usar o poder para exigir (através de leis e punições). Outra é dar PODER para que as pessoas possam decidir o que querem Ser, fazer e viver. Este pode ser o segredo dos países mais sustentáveis do mundo.

Claro que não é nenhum segredo! Ao contrário: que isso venha a ser bem visível e, assim, um exemplo para todos os países e governos.

A fórmula para a sustentabilidade não precisa ser criada, isto é, já está sendo testada por vários países e funciona. Assim, está disponível para ser copiada, inclusive por nós brasileiros.

Veja bem, por meio de políticas conscientizadoras voltadas ao desenvolvimento sustentável e alinhadas aos 17 ODS da ONU foi que a Dinamarca conseguiu elevar assim os níveis de consciência ambiental da população do país.

Entender como isso foi feito é muito interessante!


Governos inteligentes fazem todos colherem bons frutos

Pense um pouco:

O que os governos fazem em sua maioria? Gastam trilhões para resolver problemas ambientais, mesmo sabendo que em seguida terão que fazer tudo de novo porque as pessoas não param de gerá-los. São as crenças que podem ser mudadas que fazem a diferença.

Os governos inteligentes que estão investindo em conscientização, conseguiram o engajamento e a participação da população nos programas de sustentabilidade e conservação do meio ambiente. Como resultado, estão colhendo os lucros!

Parece que foi isso que a Dinamarca fez e que tornou o país mais sustentável do mundo. Em outras palavras, o governo dinamarquês investiu mais em preparar as pessoas para as soluções do que nas que dependiam dele.

Com isso eles descobriram que:


O respeito não precisa de fiscalização e muito menos de punição – segundo alguns dinamarqueses

Então, na Dinamarca não foi necessário criar uma lei para exigir o respeito das pessoas. Afinal, é ilógico exigir respeito através de leis. Afinal, o mundo inteiro precisa aprender essa lição. Não acha?

Entretanto, não estou aqui querendo dizer que as leis não são necessárias. Afinal, ainda somos uma espécie que precisa delas. Gostaria que você entendesse que estamos falando do que aconteceu para a Dinamarca ter sido bem sucedida. Lá deu certo! Ok?

Para esclarecer, não é só o respeito entre os habitantes, mas também sobre os bens naturais da nação. Por exemplo, temos o poder de agir com a natureza e não o de agir com o PODER sobre ela.

Por isso tudo, a Dinamarca vem sendo um exemplo na agenda 2030 que trata de Cidades e Comunidades SustentáveisODS 11 (Abre numa nova aba do navegador).

Com todo o respeito, não podemos dizer que os governantes que não agem como o governo dinamarquês não são inteligentes ou principalmente não estão dando o seu melhor. Ainda mais que cada país tem suas características e situações diferentes, seja economicamente, ou no nível de consciência de seu povo.


Leia também:

Países mais Sustentáveis do Mundo – Último Ranking – 2023

Países mais Sustentáveis do Mundo – Último Ranking – 2023

[helpie_faq group_id=’1294’/]

Referências de pesquisa sobre a Dinamarca

Artigos:

Copenhague ou Copenhaga: uma Cidade Modelo em Sustentabilidade(Abre numa nova aba do navegador)

As cidades podem ser sustentáveis? Sem você agir, talvez não (Abre numa nova aba do navegador)

Turismo:

Continue o raciocínio...

Deixe sua impressão

Respostas

Relacionados

Traduzir »
logo 123 ecos