MOVIMENTO EU SOU ECO

ECOANDO A SUSTENTABILIDADE

ECOPÉDIA

Enciclopédia da Sustentabilidade

CITES: Protegendo a Biodiversidade por Meio da Preservação de Espécies

CITES preservação das espécies
O CITES: preservação das espécies – ONU – atua para preservar as espécies ameaçadas para que continuem fazendo parte do nosso mundo

Você já ouviu falar da CITES? Se não, é hora de conhecer essa importante convenção internacional que desempenha um papel fundamental na preservação de espécies em risco em todo o mundo.

A CITES, significa “Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Flora e Fauna Selvagens Ameaçadas de Extinção”. É um acordo internacional adotado em 1975. Seu principal objetivo é garantir que o comércio internacional de plantas e animais silvestres não ameace sua sobrevivência no ambiente natural.

Essa convenção é fundamental para combater o comércio ilegal de espécies ameaçadas. Esse é um dos principais fatores que contribuem para a perda de biodiversidade em nosso planeta. Em suma, muitas plantas e animais selvagens são retirados de seus habitats naturais para serem comercializados ilegalmente, colocando em risco sua existência e a integridade dos ecossistemas.

Preservação das espécies

Controle do comércio – CITES – preservação das espécies

Para proteger essas espécies em perigo, a CITES: preservação das espécies – ONU, estabelece controles e restrições sobre o comércio internacional de produtos feitos a partir de animais e plantas silvestres ameaçados. Ela classifica as espécies em apêndices, de acordo com o nível de proteção necessário. Exige a cooperação entre os países para garantir o cumprimento das regulamentações.

Além disso, a CITES também apoia e financia uma série de projetos de conservação em todo o mundo. Esses projetos visam preservar o habitat das espécies ameaçadas, combater a caça e a exploração ilegal, bem como promover a conscientização sobre a importância da conservação da biodiversidade.

Graças aos esforços da CITES: preservação das espécies – ONU e de seus países-membros, muitas espécies ameaçadas têm tido uma chance de recuperação. No entanto, ainda há muito trabalho a ser feito. Ou seja, a preservação da biodiversidade é uma responsabilidade coletiva, e cada um de nós pode contribuir para esse esforço, apoiando projetos de conservação, evitando o consumo de produtos derivados de espécies ameaçadas e promovendo a conscientização sobre a importância da proteção da vida selvagem.

Juntos, podemos ajudar a preservar a riqueza natural do nosso planeta para as futuras gerações e assim garantir que as espécies ameaçadas continuem a fazer parte do nosso mundo maravilhoso e diverso.

Conheça o PNUMA – Projeto para a preservação de espécies

O problema da caça e comércio ilegal nos oceanos – que fazer? (Abre numa nova aba do navegador)

Continue o raciocínio...

Deixe sua impressão

Respostas

Relacionados

Traduzir »
logo 123 ecos