MOVIMENTO EU SOU ECO

ECOANDO A SUSTENTABILIDADE

ECOPÉDIA

Enciclopédia da Sustentabilidade

O que é uma COP? Você sabe o que é uma conferência das partes?

COP OU COPS - conferência das partes
O que é uma COP? Saiba como os países participantes se reúnem em conferências das partes para discutir questões ambientais

O que é uma COP?

Uma COP nada mais é do que a sigla para Conferência das Partes, ou em inglês, Conference of the Parties. Ou seja, conferência das partes é um evento anual realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em que os países participantes se reúnem para debater sobre as causas e os efeitos das mudanças climáticas.

Nesses eventos, autoridades governamentais, cientistas e representantes civis definem acordos globais. O objetivo é discutir e propor soluções para os problemas ambientais, como por exemplo o aquecimento global e todas as suas consequências e também as mudanças climáticas.

Afinal, quer saber mais sobre o que é uma COP, quais são os objetivos da COP e quais os países que participam da conferência? É só conferir até o final do conteúdo que preparamos especialmente para você.

COP conferência das partes - clima - países participantes
A COP é um novo olhar a cada ano para as condições ambientais do planeta e suas soluções

Mudanças climáticas: sua parte de responsabilidade social (Abre numa nova aba do navegador)

A importância da Conferência das partes

O principal objetivo da COP é conter as consequências da crise climática causada pelo ser humano. Ou seja, o evento serve como uma forma de monitorar o progresso de cada país na luta para reduzir a concentração de gases de efeito estufa. Outros objetivos da COP são:

  • Fazer acordos de perdas e danos a fim de compensar os países já afetados;

  • Criar estratégias de financiamento para nações vulneráveis às mudanças climáticas.

Nesse evento são tomadas as decisões sobre as melhores soluções para cada problema. Além disso, a COP serve também para definir como será a cooperação internacional, ou seja, quais países podem transferir recursos e tecnologias para países em desenvolvimento.

Por exemplo, você provavelmente já ouviu falar sobre o Mandato de Berlim, o Protocolo de Kyoto, ou o Acordo de Paris, não é mesmo? Em conclusão, todos esses importantes tratados foram criados durante as edições da COP, o que explica a importância do evento para lidar com os problemas climáticos.

Leia também: O despertar da consciência ambiental (Abre numa nova aba do navegador)

Como funciona a COP

A princípio, as negociações entre os países que fazem parte da UNFCCC (Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima) são constantes. Mas, é durante a Conferência das Partes que são resolvidas as últimas diferenças de opinião entre os países e são fechados os acordos.

O evento tem duração de duas semanas, sendo que a primeira é mais técnica. Já a segunda semana consiste em uma reunião com os líderes de estado ou representantes, que, afinal, se unem para aprovar as decisões.

Contudo, a decisão só pode ser tomada por unanimidade, ou seja, todos os países participantes precisam aprovar as novas regras propostas. Mas, isso significa que o evento pode acabar sem um acordo, como aconteceu em Copenhague, na COP de 2009.

Clique na próxima página e veja como e onde surgiu a COP, com vídeo, podcast e resumos … vamos lá!

Quando surgiu a COP?

Pode-se dizer que a COP teve origem no Brasil, no ano de 1992. A princípio, a UNFCCC foi criada aqui mesmo, por ocasião da Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento.

A história dos movimentos ambientalistas no Brasil (Abre numa nova aba do navegador)

Este evento ficou popularmente conhecido como Eco-92 e aconteceu no Rio de Janeiro. Contudo, a COP propriamente dita surgiu apenas 3 anos depois. Em 1995, em Berlim – Alemanha, reuniram-se representantes de 117 países, dando assim início à primeira COP.

Em suma, o foco da COP 1 era propor medidas para diminuírem as emissões dos gases de efeito estufa, estabelecendo o Mandato de Berlim. Enfim, vale lembrar que foram essas mesmas diretrizes propostas pelo Mandato de Berlim que deram origem ao Protocolo de Kyoto, criado durante a COP 3.

ONU e Sustentabilidade: eventos históricos (Abre numa nova aba do navegador)

Quais os países que fazem parte da COP?

Os países participantes da COP são os mesmos países do UNFCCC, que atualmente são 198 países e territórios, ou seja, é um evento praticamente global. Por outro lado, os países são divididos em grupos, com objetivo de tornar a tomada de decisão uma tarefa mais simples.

Dessa forma, os países que possuem objetivos semelhantes se agrupam, sendo que um mesmo país pode fazer parte de mais de um deles. Os principais grupos de países na COP são:

  • G77 + China: um grupo que reúne cerca de 130 países em desenvolvimento, que somam mais de três quartos da população mundial, sendo o Brasil um dos países do grupo;
  • AOSIS (Aliança dos Pequenos Estados Insulares): composto por 43 países insulares que são vulneráveis aos aumentos do nível do mar, decorrente das mudanças climáticas;
  • Grupo Umbrella: geralmente composto por países como Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Islândia, Japão, Noruega, Rússia e Ucrânia;
  • União Europeia: grupo que representa os 27 países que compõem a UE (União Europeia);
  • Grupo Africano: composto por todos os países africanos que participam do evento.

Quais foram as COPs até agora

Em conclusão, até agora foram realizadas 27 COPs, sendo elas numeradas abaixo com suas localizações:

  • 1 – Berlim, Alemanha (1995)

  • 2 – Genebra, Suíça (1996)

  • 3 – Kyoto, Japão (1997)

  • 4 – Buenos Aires, Argentina (1998)

  • 5 – Bonn, Alemanha (1999)

  • 6 – Haia, Holanda (2000)

  • 7 – Marrakesh, Marrocos (2001)

  • 8 – Nova Déli, Índia (2002)

  • 9 – Milão, Itália (2003)

  • 10 – Buenos Aires, Argentina (2004)

  • 11 – Montreal, Canadá (2005)

  • 12 – Nairóbi, Quênia (2006)

  • 13 – Bali, Indonésia (2007)

  • 14 – Poznan, Polônia (2008)

  • 15 – Copenhague, Dinamarca (2009)

  • 16 – Cancún, México (2010)

  • 17 – Durban, África do Sul (2011)

  • 18 – Doha, Qatar (2012)

  • 19 – Varsóvia, Polônia (2013)

  • 20 – Lima, Peru (2014)

  • 21 – Paris, França (2015)

  • 22 – Marrakesh, Marrocos (2016)

  • 23 – Bonn, Alemanha (2017)

  • 24 – Katowice, Polônia (2018)

  • 25 – Madri, Espanha (2019)

  • 26 – Glasgow, Escócia (2021)

  • 27 – Sharm El Sheikh, Egito (2022)

No cenário das várias edições da conferencia das partes – COP, os acordos mais significativos foram: Protocolo de Kioto e acordo de Paris.

O que esperar da Conferencia das partes 28

A COP 28 terá início no dia 30 de novembro de 2023, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. O país foi um dos primeiros a assinar o Acordo de Paris em 2015, além de ser um dos primeiros a implementar as diretrizes impostas pelo acordo de reduzir em 23,5% as emissões de carbono até 2030. Afinal, o país possui, atualmente, as três maiores usinas de energia solar do mundo, sendo também o primeiro país a ter uma cidade totalmente sustentável, conhecida como Masdar.

Vídeo público incorporado:

Como é participar de uma COP? Ouça o podcast

Ou seja, é possível esperar grandes resultados da COP 28, momento em que poderão ser tomadas decisões de grande importância para a questão ambiental.

[helpie_faq group_id=’1045’/]

Continue o raciocínio...

Deixe sua impressão

Respostas

Relacionados

Traduzir »
logo 123 ecos