MOVIMENTO EU SOU ECO

ECOANDO A SUSTENTABILIDADE

ECOPÉDIA

Enciclopédia da Sustentabilidade

Thomas Robert Malthus – Biografia, ensaios, obras e a superpopulação

Malthus
Thomas Robert Malthus – os aspectos positivos e negativos sobre a teoria malthusiana – uma análise polêmica sobre a superpopulação mundial

Quem foi Thomas Robert Malthus?

Thomas Robert Malthus tem uma rica biografia, foi um economista britânico do século XVIII e início do século XIX, mais conhecido por sua teoria populacional. Ele é famoso por seu ensaio de 1798 intitulado “Ensaio sobre o Princípio da População”, no qual argumentou que o crescimento populacional tende a superar o crescimento dos recursos disponíveis, levando inevitavelmente a crises de fome, pobreza e doenças.

Thomas Malthus acreditava que a população humana crescia exponencialmente, enquanto os recursos disponíveis para sustentar essa população cresciam apenas aritmeticamente. Suas ideias tiveram um impacto significativo nas teorias econômicas e demográficas subsequentes, além de influenciar o debate sobre políticas públicas relacionadas ao crescimento populacional, à pobreza e ao bem-estar social.

Na sua época, Thomas Malthus era visto como um pensador controverso e provocador. Suas ideias sobre a população e os recursos para alimentá-la geraram debates intensos entre economistas, políticos e intelectuais. Alguns o consideravam pessimista e alarmista devido à sua visão sombria sobre o crescimento populacional e suas consequências. A biografia de Thomas Malthus é manchada por muitos em razão de suas previsões catastróficas de escassez e miséria decorrentes do crescimento populacional descontrolado.

Por outro lado, Thomas Robert Malthus também tem uma biografia reconhecida, como um estudioso sério e dedicado, preocupado com questões importantes de seu tempo, como a pobreza e as condições de vida das classes menos favorecidas. Suas teorias foram vistas como uma tentativa de entender e prever os padrões de crescimento populacional e suas implicações para a sociedade.

Ao longo dos anos, passou a ser reconhecido mundialmente, apesar das críticas e do debate contínuo sobre suas teorias, Thomas Robert Malthus deixou um legado duradouro no campo da economia, demografia e política, influenciando gerações de pensadores e acadêmicos interessados nas interações complexas entre população, recursos e desenvolvimento humano.

Thomas Malthus e a superpopulação
Thomas Malthus e a superpopulação

Biografia de Thomas Robert Malthus

Resumo da Biografia de Thomas Robert Malthus

  • Nasceu em 13 ou 14 de fevereiro de 1766 em Rookery, perto de Guildford, Surrey, Inglaterra.
  • Filho de Daniel Malthus, um rico proprietário de terras e amigo do filósofo David Hume.
  • Sua educação foi influenciada pelas obras de Jean-Jacques Rousseau.
  • Educado em casa até 1784, quando ingressou no Jesus College, em Cambridge.
  • Obteve sua graduação em 1791 e tornou-se professor assistente em 1793.
  • Ordenou-se padre anglicano em 1797.
  • Estudou no Jesus College em Cambridge a partir de 1784.
  • Obteve licenciatura em 1791 e tornou-se professor em 1793.
  • Ordenou-se sacerdote da Igreja Anglicana em 1797.
  • Em 1805, tornou-se professor de Economia Política na East India Company College em Haileybury.
  • Casou-se em 1804.
  • Falecido em 29 de dezembro de 1834

Detalhes da biografia de Thomas Robert Malthus

Malthus nasceu em Surrey, Inglaterra, em uma família de classe alta. Ele estudou na Jesus College, em Cambridge, onde se destacou em matemática e recebeu uma educação clássica. Malthus foi ordenado como clérigo da Igreja Anglicana em 1797.

Após sua ordenação, Malthus trabalhou como professor e tutor, além de ser um acadêmico e escritor prolífico. Ele era membro da Royal Society e publicou uma série de obras sobre economia política, demografia e teologia.

Viagem pela Europa e Influência – biografia de Thomas Malthus

Realizou uma extensa viagem pela Europa entre 1799 e 1800, buscando dados sobre a população e a sociedade. Durante a viagem, conheceu William Godwin, um filósofo político que influenciou seu pensamento sobre a população.

Se casou em 1804 com Harriet Eckersall. Mencionada em algumas biografias como uma presença constante em sua vida pessoal. No entanto, os registros históricos não detalham muito sobre seu papel específico em sua carreira intelectual ou em suas atividades acadêmicas.

Malthus é mais conhecido por suas teorias econômicas e demográficas, particularmente sua teoria da população, que ele desenvolveu e publicou independentemente de sua vida pessoal. Portanto, parece que Harriet Eckersall não teve uma influência documentada significativa em suas obras publicadas ou em suas ideias teóricas.

Thomas Malthus e seus “Ensaios”

Seus “Ensaios sobre o Princípio da População” (1798, 1803) provocaram debates acalorados e influenciaram profundamente o pensamento social e econômico do século XIX.

1- Primeiro Ensaio (1798) de Thomas Malthus

  • Título completo: “Um ensaio sobre o princípio da população na medida em que afeta o melhoramento futuro da sociedade, com notas sobre as especulações de Mr. Godwin, M. Condorcet e outros escritores.”
  • Argumenta que a população humana tende a crescer em progressão geométrica, enquanto os meios de subsistência crescem em progressão aritmética.
  • Previu que a miséria e a fome seriam inevitáveis se a população não fosse controlada.
  • Propôs o “controle moral” (abstinência sexual e adiamento do casamento) como solução para o problema da superpopulação.

A teoria malthusiana argumenta que a população tende a crescer em progressão geométrica, enquanto a produção de alimentos cresce em progressão aritmética, podendo levar à miséria e fome.

Teoria Malthusiana – O que é, análise, argumentos a favor e contra

Teoria Malthusiana – O que é, análise, argumentos a favor e contra

2- Segundo Ensaio (1803) de Thomas Robert Malthus

Título completo: “Um ensaio sobre o princípio da população ou uma visão de seus efeitos (…) passados e presentes na felicidade humana, com uma investigação das nossas expectativas quanto à remoção ou mitigação futura dos males que ocasiona.”

Esse ensaio apresenta uma análise mais detalhada das causas e consequências do crescimento populacional. Além disso, explora os obstáculos naturais (aumento da mortalidade, epidemias, guerras) e as restrições ao nascimento (miséria, território limitado) como fatores que limitam o crescimento populacional.

Principalmente, nesse ensaio, Thomas Mauthus reconhece a possibilidade de progresso tecnológico vir a resolver parte do problema de abastecimento de alimentos, mas acredita que não seria suficiente para acompanhar o crescimento da população.

A Revolução Verde: Um Salto na Produtividade com Consequências Complexas (Abre numa nova aba do navegador)

A superpopulação humana – Problemas, impactos e soluções

A superpopulação humana – Problemas, impactos e soluções

3- Princípios de Economia Política (1820) de Thomas Robert Malthus

Nesta obra, Malthus defende a teoria da demanda efetiva como determinante do nível de atividade em uma economia capitalista.

4- Definições em Economia Política (1827)

A obra apresenta um glossário de termos relacionados à economia política.

Malthus e o casamento

Thomas Malthus teve uma visão particular sobre o casamento e a família, que estava interligada com suas teorias sobre população, economia e sociedade. Por exemplo:

Malthus via o casamento e a reprodução como os principais impulsionadores do crescimento populacional. Por isso, recomendava medidas para controlar o crescimento populacional, principalmente através da prudência moral e do adiamento do casamento. Ele via o casamento precoce e o aumento da prole como fatores que contribuíam para a pobreza e a miséria.

Assim, Thomas Malthus acreditava que a pobreza e o sofrimento humano eram, em parte, resultado de casamentos precoces e de famílias numerosas que não poderiam ser adequadamente sustentadas pelos recursos disponíveis.

Contribuições e críticas à Malthus

Malthus foi um dos primeiros a explorar sistematicamente as interações entre população, recursos e desenvolvimento econômico. Sua teoria da população influenciou profundamente o pensamento econômico e demográfico subsequente, bem como suas preocupações com o crescimento populacional e seus efeitos foram temas importantes nas políticas públicas e no debate intelectual.

Malthus enfrentou críticas significativas por suas visões pessimistas sobre o futuro da humanidade, especialmente suas previsões de crises de fome e pobreza. No entanto, sua obra também estimulou debates importantes sobre a distribuição de recursos, o papel do governo na economia e questões éticas relacionadas ao controle populacional.

Apesar das críticas, as ideias de Malthus continuam estudadas e debatidas até hoje. Sua teoria da população teve um impacto duradouro no campo da demografia, influenciando teorias sobre crescimento populacional, migração e políticas de desenvolvimento. Além disso, sua abordagem para entender as dinâmicas econômicas e sociais lançou as bases para estudos posteriores sobre economia política e bem-estar social.

Visão pessimista e determinista de Thomas Malthus

Visão sombria do futuro humano

A teoria malthusiana, frequentemente criticada, apresenta uma visão pessimista e determinista do futuro da humanidade. Malthus argumenta que a população humana está fadada a viver em miséria e fome, sem que medidas drásticas contenham o crescimento populacional.

Por um lado, essa visão sombria ignora o potencial da criatividade humana, do progresso tecnológico e das mudanças sociais para superar os desafios do futuro. Por outro lado, se a população continuar aumentando, a criatividade não implementada, a previsão de Malthus pode sair vencedora. Neste caso, o planeta está em risco porque estamos chegando a um limite populacional!


Influência das obras de Thomas Malthus

As obras de Malthus exerceram influência em diversos campos do pensamento, por exemplo:

Economia:  A teoria malthusiana da população foi fundamental para o desenvolvimento da economia clássica, bem como influenciou debates sobre o crescimento econômico, a distribuição de renda e o papel do governo.

Sociologia:  As ideias de Malthus sobre o crescimento populacional e seus impactos na sociedade explicariam diversos problemas sociais, como a pobreza, a criminalidade, bem como a fome.

Teoria da Evolução de Darwin: A teoria da “luta pela sobrevivência” de Darwin foi inspirada em parte pelas ideias de Malthus sobre a competição entre os seres vivos. Por isso, a teoria de Malthus influencia os pensamentos da Biologia.

Política: As ideias de Malthus sobre a população foram utilizadas para justificar políticas de controle populacional em diversos países. Por exemplo: A China implementou a política do filho único na década de 1980, em parte baseada na teoria malthusiana da população.

Thomas Malthus considerado um monstro sem coração – Por quê?

Algumas frases de Thomas Malthus lhe deram má fama, como por exemplo. “Qualquer evento que consiga derrubar a população é para o bem comum” ou que “os pobres precisam ser eliminados, pois eles não têm lugar no grande banquete da natureza”

Ele foi, portanto, classificado como um monstro sem coração. Entretanto, o que irá acontecer com o mundo se a bomba populacional explodir? Claro que essa afirmação é complexa e controversa. Por isso, é importante analisar essa questão de forma crítica e levar em consideração diferentes perspectivas antes de chegar a uma conclusão.

Discípulos Thomas Malthus

Embora Thomas Malthus não tenha tido discípulos diretos no sentido tradicional, suas ideias influenciaram profundamente diversos pensadores e economistas do século XIX. Entre os mais notáveis, podemos citar, por exemplo:

1-David Ricardo (1772-1823)

foi um dos economistas clássicos mais influentes do século XIX, conhecido por suas contribuições significativas para a teoria econômica, especialmente nas áreas de teoria do valor, distribuição de renda e comércio internacional.

David Ricardo – Biografia, carreira, ideias, influência e legado

David Ricardo – Biografia, carreira, ideias, influência e legado

2- John Stuart Mill (1806-1873)

Filósofo e economista que, embora discordasse de algumas das conclusões de Malthus, reconheceu a importância de suas ideias para o estudo da economia e da sociedade.

John Stuart Mill: filósofo, lógico, economista e político britânico

John Stuart Mill: filósofo, lógico, economista e político britânico

3- Nassau William Senior (1790-1864)

foi outro economista importante do século XIX, contemporâneo de Thomas Malthus e David Ricardo. Ele também interagiu com as ideias de Malthus, especialmente em relação à sua teoria da população.

Referências de Pesquisa

Livros e Artigos Acadêmicos sobre Thomas Malthus

  • Appleby, Joyce. “Population and Poverty in the Past.” (1978)
  • Coale, Ansley J., and Edgar M. Hoover. “Population Growth and Economic Development in Low-Income Countries.” (1958)
  • Heilbroner, Robert L. “The Worldly Philosophers: The Lives, Times and Ideas of the Great Economic Thinkers.” (1953)
  • Malthus and the Malthusians: The Continuing Debate. Edited by William Petersen and Ronald C. Robinson. (2004)
  • Rosenberg, Charles E. “The Population of Britain.” (1984)
  • Sklar, Carol L. “Thomas Robert Malthus.” The Stanford Encyclopedia of Philosophy (Spring 2022 Edition), Edward N. Zalta (ed.)

Sites

Continue o raciocínio...

Deixe sua impressão

Respostas

Traduzir »
logo 123 ecos