MOVIMENTO EU SOU ECO

ECOANDO A SUSTENTABILIDADE

ECOPÉDIA

Enciclopédia da Sustentabilidade

Chico Mendes: Um Ativista Assassinado

Chico Mendes
Conheça quem foi Chico Mendes, ativista, seringueiro e líder ambiental que lutou pela preservação da floresta amazônica e a sustentabilidade

Conheça Chico Mendes e sua luta a favor da sustentabilidade

Francisco Alves Mendes Filho, mais conhecido como Chico Mendes, seringueiro, ativista e líder ambiental, é considerado um herói nacional pelo seu legado na luta pela conservação do meio ambiente. Entre tantas coisas, a sua história inspirou a criação de várias leis e regulamentações para proteger a Amazônia

Créditos para: https://www.youtube.com/@redetvt

Chico Mendes veio ao mundo em 1944, no interior do Acre, na cidade de Xapuri. Criado em uma família de seringueiros, desde pequeno ele aprendeu sobre a importância do trabalho árduo e do amor pela natureza. Mas, foi apenas em 1968 que ele iniciou suas atividades na extração de látex na fazenda em que seu pai trabalhava. Além disso, devido à sua liderança natural, logo se tornou um líder sindical.

E este é só o começo da sua história. Então, a seguir eu vou falar mais sobre a sua vida para mostrar como suas ações foram importantes para a defesa da sustentabilidade no Brasil. E isso se faz necessário para entender que, foi através de sua luta, que Chico Mendes se tornou um símbolo de resistência e inspiração para pessoas do mundo todo.

Vamos lá!

Chico Mendes seringueiro e ativista ambiental
Chico Mendes, seringueiro, líder e ativista ambiental

Historia e Biografia

Nascido em 15 de dezembro de 1944, Francisco Alves Mendes Filho foi um seringueiro, sindicalista, político e ativista ambiental de grande importância para o Brasil.

Chico Mendes se tornou um símbolo da luta contra o desmatamento e pela preservação da Amazônia. Através de campanhas internacionais, mobilizou a comunidade internacional para denunciar os crimes ambientais e defender os direitos das populações tradicionais.

Naquela época, o trabalho nos seringais era marcado pela exploração dos profissionais e funcionava principalmente através do sistema de escambo, em que as pessoas trocavam mercadorias, o que gerava um alto endividamento e castigos físicos frequentes.

Foi então que Chico Mendes começou a sua luta em defesa dos seringueiros, através do ativismo sindicalista, político, ambiental e social. Além disso, na década de 70, ele participou da fundação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Município de Xapuri, exigindo melhores condições de trabalho e um pagamento justo para os seringueiros.

Infelizmente, no dia 22 de dezembro de 1988, Chico Mendes foi assassinado a tiros em sua casa, em Xapuri. Sua morte gerou comoção internacional e reforçou a importância da luta pela preservação da Amazônia.

O início da luta

Você sabe por que Chico Mendes acreditava que era necessário defender os direitos dos seringueiros e proteger a floresta?

Chico Mendes sindicalista
Sindicalista Chico Mendes

É simples. Na década de 70, as seringueiras foram substituídas pela pecuária. Essa política gerou conflitos de terra, visto que os fazendeiros valorizavam suas propriedades e o desmatamento ocorria para a criação de pastos para o gado. Por exemplo, os seringueiros organizavam movimentos para proteger as áreas ameaçadas de desmatamento pelos pecuaristas.

Neste sentido, em 1975, Chico Mendes entrou para a diretoria do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Brasileia e, junto com Wilson Pinheiro, presidente do sindicato na época, participou dos embates às derrubadas.

Dois anos depois, em 1977, Mendes foi eleito vereador em Xapuri e, posteriormente, ajudou a fundar o Partido dos Trabalhadores (PT).

Por sua vez, em 1985, contribuiu para a fundação da União dos Povos da Floresta, que agrupava povos que dependem da mata para sobreviver, como indígenas, pescadores, ribeirinhos e seringueiros.

Finalmente, em 1986, seu trabalho foi reconhecido pela ONU (Organização das Nações Unidas) com o Prêmio Global 500 por sua dedicação ao meio ambiente. Isso é um exemplo de como a luta pela preservação ambiental é fundamental para garantir um futuro sustentável para todos.

A partir de então, passou a ser conhecido como o “pai da reserva extrativista”, uma área protegida onde só podem ser realizadas atividades que garantam o sustento das comunidades locais, como por exemplo a coleta de frutos nativos, a caça e a pesca.

A morte de Chico Mendes: por que ele incomodou tanto?

O que incomodava tanto os fazendeiros era exatamente aquilo que Chico Mendes acreditava e lutava. Ou seja, os grandes proprietários rurais viam as práticas de preservação ambiental dos seringueiros como uma ameaça às suas atividades.

Isso porque, ao extrair madeira e plantar monoculturas para obter produtos agropecuários em grande escala, esses fazendeiros desmatavam as árvores e degradavam o meio ambiente. A atuação de Chico Mendes em defesa do meio ambiente e das comunidades tradicionais incomodava então esses proprietários, que viam seus interesses econômicos ameaçados.

Como resultado, em 1988, Chico Mendes foi assassinado por um madeireiro contratado por um desses fazendeiros, o que gerou grande comoção e mobilização em defesa da preservação ambiental e dos direitos dos povos da floresta.

Sua morte chocou o mundo e despertou a consciência da sociedade sobre a importância da preservação ambiental.

A morte de Chico Mendes inspirou várias leis para proteger o meio ambiente na região Amazônica, como por exemplo:

Além disso, sua história foi contada em livros e filmes, como em:

  • “Chico Mendes: eu quero viver” (documentário – 1989);
  • “Amazônia: Voices from the Rainforest” (documentário – 1991);
  • “Chico Mendes – crime e castigo” (livro – 2003); e 
  • “Chico Mendes – A Luta de Cada Um” (livro – 2011).

A importância de Chico Mendes para a sustentabilidade

Agora que você conheceu a história de Chico Mendes e já sabe quem foi este seringueiro, político, ativista ambiental e como ele lutou pela defesa da Amazônia e a favor dos direitos dos seus povos e comunidades tradicionais, podemos concluir que merecidamente ele é um dos grandes nomes da sustentabilidade no Brasil e no mundo.

Por isso, através de suas ações, Chico Mendes se tornou uma voz ativa na defesa dos direitos do meio ambiente. Além disso, a sua liderança inspirou muitas pessoas a se unirem em prol de uma causa comum e a lutar por mudanças significativas na sociedade.

Portanto, o legado deixado por Chico Mendes permitiu a criação de diversas leis para proteger a região amazônica brasileira. Não é por acaso que livros e filmes contam a sua história, para que assim mais pessoas despertem para a necessidade de cuidarem do planeta Terra.

Frases Marcantes de Chico Mendes:

  • A floresta é nossa vida, nossa riqueza, nossa cultura.
  • Não podemos vender a Amazônia. Ela é a nossa casa.
  • O desenvolvimento sustentável é a única forma de garantir o futuro da floresta e das pessoas que nela vivem.
  • Lutar pela Amazônia é lutar pela vida.

Chico Mendes nos ensinou que a luta pela preservação do meio ambiente está intimamente ligada à luta pela justiça social. Sua história é um exemplo de que é possível fazer a diferença e defender os nossos valores.

Continue o raciocínio...

Deixe sua impressão

Respostas

Relacionados

Traduzir »
logo 123 ecos